www.elianeaccioly.net

VIDA SE FAZ POR CONTÁGIO

Meu Diário
19/03/2010 20h59
Ano de 2003: acontecimentos
Balanço do ano que passou:

A casa de H. foi vendida. Entrei muito nisto para concretizar a venda. Adoeci. Novamente fiquei grudada no passado. Só eu sei como é isto. Voltou a ilusão de resolver e segurar todas as situações de minha família original.

Planejei a mudança delas com M.
, elas fizeram tudo da cabeça delas.

Fui pra Espanha de um jeito e voltei do outro. Fui controladora e mental, voltei processo, fluidez. Em 2001 e 2002 segurei muitas coisas, pessoas, situações: tive a ilusão de segurar.

                                                                 XXXXXXXXXXXXXXXX

Nossa Senhora dos Raios
livra-me do mals entendidos
embrulha-me
em silêncio gaivota

                                                                 XXXXXXXXXXXXXXXX

De onde brotam os poemas?
Em que grotas invisíveis se escondem?

                                                                 XXXXXXXXXXXXXXXX

A anárquica dança
das lembranças
esvazia o passado

                                                             XXXXXXXXXXXXXXXXXX

Santa chuva:
livra-me da prisão
dos plantões


                                                          XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


O passado bate asas
e voa

Renasço penugem
beija-flor

                                                       XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Entre trovões e raios
chovo andorinha

                                                        XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Nossa Senhora do Atropelo,
livra-me da doença
antropomórfica, multiplica-me

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


Entrei na chuva
molhei

O pensamento esvaziou

Brinquei com as gaivotas

Corri cegamente
em direção à garça

Acreditando em minha existência,
a garça voou

Verti um jorro quente de urina,
soltando
mais alguns parafusos

Tuddo isto junto
ao mar

XXXXXXXXXXXXXXXXXX

Dentro da leminiscata
deixo-me tratar

XXXXXXXXXXXXXXXXXXX








Publicado por Eliane Accioly em 19/03/2010 às 20h59

Site do Escritor criado por Recanto das Letras