www.elianeaccioly.net

VIDA SE FAZ POR CONTÁGIO

Textos

Nossos relacionamentos : originais ou cópias fieis?
Resenha de "Cópia Fiel".
Título original: Copia Conforme.
França, 2010, direção de Abbas Kiarostami.
Com Juliette Binoche; Willian Shimell; Jean-Claude Carrière; Agathe Nathanson; Adrian Moore; Angelo Barbagallo; Andrea Laurenzi; Filipo Trojano; e Giana Giachetti.

Este filme foi filmado na Toscana, região da Itália onde se encontra Firenze (Florença). Foi a primeira vez que Kiarostami filmou fora do Irã, seu país natal. Foi vencedor do Prêmio de melhor atriz _ Juliette Binoche, no Festival de Cannes 2010.

"Cópia Fiel" é o nome do livro de um filósofo inglês, James Miller (Willian Shimell) _ sobre a importância da cópia na (obra de) arte. Sua apresentação do livro acontece numa pequena cidade da Toscana. Lá chegando é encontrado (e encontra) por Elle (Juliette Binoche), uma francesa, que comercializa obras de arte em galeria própria, há muitos anos. Elle vive naquela cidadezinha com seu filho pré-adolescente (Adrian Moore) entre amores e conflitos, que lhe provocam risos e lágrimas, amor e raiva.

Elle e James se encontram na manhã que se segue à noite da apresentação do livro, e passam a tarde juntos. Um encontro entre duas pessoas que acabam de se conhecer. Deixam a cidade de carro, para andar pelos arredores. Param em um lugarejo, entram em um café, conversam, e James sai para atender o celular. A dona do café, na ausência do homem, conversa de casamento com Anne. A partir da intervenção de um terceiro, o encontro entre Anne e James se desdobra em outros encontros/desencontros.
Na sequência já não são desconhecidos, mas pessoas que tiveram uma vida em comum.
E os dois (antes)desconhecidos vivem outros personagens _ são agora marido e mulher, casados há 15 anos, o filho de Anne, é o filho dos dois.
O que frequentemente acontece com cada um de nós: sou o original ou a cópia? Vivi o  que vivi, ou apenas penso (ou sonho) que vivi? O drama humano de cada dia.
Como na obra de arte: o que é a cópia?
Em um retrato, por exemplo:
o original é o retrato, ou o modelo que originou o retrato? E muitas vezes uma cópia não seria mais fiel que o retrato original?
Labirintos nos quais entramos, neste filme tão verdadeiro de Abbas Kiarostami.
Eliane Accioly

Eliane Accioly
Enviado por Eliane Accioly em 20/03/2011
Alterado em 10/08/2011


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras