www.elianeaccioly.net

VIDA SE FAZ POR CONTÁGIO

Textos

O fim dos ciclos


Durmo
no sonho um molusco caminha sobre mim:
ou uma tartaruga?

Acordo
e antes do esquecimento
o sonho se abre como uma cortina

As teias entre ele e eu são de aranha
vivas
deixam-se atravessar
a princípio resistentes

Uma tartaruga marinha
verde no verde mar
mostra o fim da pressa

O futuro é hoje
não há mais onde chegar
hoje, o fim dos ciclos

Agora resta viver cada segundo
cada respiração pode ser a última
vivo o que não controlo

A morte
eminência parda
o animal ao qual me alio
Eliane Accioly
Enviado por Eliane Accioly em 21/01/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras